domingo, 15 de junho de 2008

Um dia na Casa

Na casa,fragrâncias de alfazema pelo quarto.
Odores de ervas na cozinha,lâmpadas,fósforos. .Chaleira fervendo no fogão.
A casa sintoniza-se:Haydin ,Mozart.Azuis em todo canto.
Menina com olhos de turquesa,diamantes nas palavras ,namoros no sofá,festa brava na cama.
A casa incha-se,enquanto corpos vivem.
Janelas com cortina esvoaçante, fruteira de cobre repleta de carambolas maduras, canto de pássaros na gaiola.
Um quadro de Charles Chaplin na parede e um copo vazio na mesinha de cabeceira.
Choros,Risos ,Suspiros e Gozos!!

18 comentários:

Paradoxos disse...

Temos um encontro marcado com a poesia!! Há que poemificar cada instante com algo belo de sentir... Obrigado pela visitagem!
Beijo

Luís Costa disse...

Mais um "quadro" pleno de volúpia e de sensualidade velada, que já é característica sua. Já leu Cesário Verde? Se não leu, aconselho vivamente essa leitura. A aninha vai adorar, eu sei.
Não tenho vindo ao seu blogue, simplesmente porque não tenho vindo à internet. Andei a "ruminar" uma desilusão relacionada com o ensino em Portugal. Não deixarei de vir aqui. Adoro estes seus "ambientes"!

VEU DE MAYA disse...

O encontro fica marcado...ausência de uma presença...Um belo jogo de emoções com fruição livre.

beijinhos

ANGELO ALFONSIN disse...

Aninha teu blog é muito belo e inteligente.
Gostei da tua proposta de troca de afetos e amizade.
Aguardo sua visita
beijo

Clau disse...

Oi,Aninha
Adorei o quadro na parede...Charles Chaplin...excelente!!
Adoro isso aqui.

vou te linkar,viu?

abraço

Jorge Cardoso disse...

olá aninha, tenho que te dizer que és muito bonita e escreves que é um closso, gostarei de te vir visitar mais vezes.
quando me detectares no meu mail podes entrar e conversar.
também vou linkar o teu espaço

beijinhos...

Ricardo Soares disse...

cenário paradisíaco ... diria que em momentos tão conturbados é relaxante pensar na paz, assim desse jeito... kisses

Ricardo Rayol disse...

só posso dizer que suspiros e gozos são prazeres para qualquer lugar.

Poeta Mauro Rocha disse...

"Choros,Risos ,Suspiros e Gozos!!"
A vida é cheia de detalhes.

Um beijo!

MAURO ROCHA

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,linda

Vc descreve um ambiente que conseguimos visualizar..
Obrigado pelas palavras no seu comentário..

bijos

Ravnos_Blacklotus disse...

Que casa convidativa... fiquei tentado a trocar minha cripta por ela...
[risos]

Um beijo e uma @},-----

MH disse...

O texto é muito bacana. E me lembrou um quadro do Chaplin que tinha na casa da minha vozinha. Não sei se é pq na epoca eu era uma criança, mas juro que pra onde eu ia o chaplin ficava me encarando com cara de poucos amigos.
Até hoje ele me assusta um pouco.

Antonio Ximenes disse...

Eu senti em teu escrito a força... o poder que a palavra tem para ativar imagens mentais... lembranças.

As figuras e recordações... os desejos e paixões que tuas frases me proporcionaram... me fizeram feliz em ter visitado esse espaço hoje.

Abração forte.

Noslen ed azuos disse...

Na casa o reflexo do sol criando imagens em seu interior, coisinhas flutuando em seu reflexo doirado, distraindo olhares infantis.

bjs
NS

Tâmara disse...

Salve salve Charplin!!!

Beijos...

Fernando Rozano disse...

excelente, flui com suave criatividade e as imagens se formam com riqueza. lindo e denso texto. abraços.

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Aninha, seus textos me surpreendem e me fazem pensar,são belas tuas palavras, assim cmo são belos teus textos. Vir aqui é marcar encontro com nós mesmos.Adoro! Fiz postagem nova, apareça por lá. um beijo do sul. marthacorreaonline.blogspot.com

LEIA SILAS Literatura Contemporânea disse...

Toada da Lavadeira do Chafariz


Lá vem a lavadeira pobre
Do chafariz do Bairro Velho
Trouxa no pixaim cor de cobre
O calcanhar de frigideira por chinelo

Lá vai a lavadeira triste
Lavar roupa encardida no chafariz
Não sabe que esperança existe
Canta a pobrinha fingindo que é feliz

(refrão)
Lava roupa de linho
E de algodão
Com seu olhar tristinho
Passa sabão

E se a sujeira pega
Ela esfrega
Esfrega
Esfrega
Até arrancar o couro da mão

-0-

Letra: Silas Correa Leite
E-mail: poesilas@terra.com.br
Site: www.itarare.com.br/silas.htm
(Aceita-se música)